Por que backup em nuvem é melhor solução para backup

Nos deparamos hoje com diversas formas de fazer o backup em seu computador, porém todas representam alguma probabilidade de falha, seja física ou até mesmo por questões de esquecimento.

Então é aí que o backup em nuvem ganha um ponto positivo novamente, veja porque o backup em nuvem é a melhor solução de backup diante das diversas tecnologias disponíveis no mercado.
• Mais seguro – o acesso do backup em nuvem é totalmente seguro, não existe o risco de alguém “roubar” seu backup.
• Rápido – o software existe uma programação especificamente para copiar arquivos novos e modificados, não ocorre o risco de duplicar arquivos existentes, com isso o backup diário fica mais rápido.
• Problemas de hardware – ao contrário do backup em HD, CD, fitas e etc, o backup em nuvem não corre o risco de quebrar.
• Automático – a facilidade de ser ter um software próprio para isso é que não há chances de você esquecer de colocar o backup para rodar, ele é automático e irá funcionar todos os dias sem que você precise lembrar.
• Espaço – é mais fácil de expandir o espaço caso precise.

6 dicas de como salvar dados da empresa

As chances de você perder algum arquivo são grandes, mas as chances de recuperá-los sem que você tenha um backup seguro são bem pequenas. Então criamos um guia de orientações para você não correr mais este risco e garantir a segurança dos seus dados.

DICA 1

Você precisa escolher uma forma de backup

Existem alguns tipos de backups disponíveis para você, porém os mais utilizados hoje são:

Backup em Nuvem – Um software é instalado em seu computador que é programado para fazer o backup com uma rotina determinada por você. Esses arquivos são salvos em servidores em Data Center altamente seguro e protegido. Os arquivos enviados são criptografados, ou seja, seguro contra invasores. Existem poucos riscos ao executar esta forma de backup, pois qualquer falha o sistema irá avisar ou retornar o backup quando o computador voltar a funcionar. Caso ocorra alguma falha no backup, você receberá um aviso por e-mail.

Backup em HD Externo – Este é o tipo de backup que depende mais da intervenção humana. Com uma certa frequência, o responsável deve ativar o HD no computador e iniciar a cópia dos arquivos manualmente, o computador não pode ser desligado enquanto o backup está sendo feito. Este tipo de backup envolve muitos riscos, como: o HD quebrar, interrupção do backup por queda de energia, falhas na cópia do arquivo, roubo, esquecimento e etc.

DICA 2

Programe uma rotina para seu backup de acordo com a forma escolhida.

DICA 3

Dúvidas comuns e critérios:

Você tem tempo para se dedicar?

A forma como você vai executar seu backup também depende da sua disponibilidade, certo? Então se você tem pouco tempo o backup em nuvem é o mais ideal para você.

É seguro?

Arquivos saldos em HD costumam ser menos seguros, conforme citado no item anterior. Mas toda forma de backup é devido e te ajudará quando você precisar, desde de que feito da forma correta. Mas novamente, o backup em nuvem se torna mais seguro por ser automático e criptografado.

Recuperação dos arquivos.

Tenha certeza de que o backup está sendo executado e de forma correta, assim você irá garantir a recuperação dos seus arquivos quando necessário.

Internet

Para o backup em nuvem você sempre precisará ter internet, não é possível executa-lo off-line.

DICA 4

Tenha um profissional de TI para te dar suporte, certamente assim você estará mais seguro e ele saberá qual o melhor backup para sua empresa. Se você não tem um profissional, vale a pena terceirizar o serviço.

DICA 5

O barato pode sair caro, então invista neste recurso pois certamente você precisará futuramente. Apesar de que atualmente os serviços de cloud computing estão mais acessíveis. Mas antes de fechar qualquer negócio, verifique bem os detalhes com a fornecedora.

DICA 6

E por último e não menos importante, nunca use serviços de discos virtuais como forma de backup. O disco virtual está mais voltado para mobilidade e para atender o usuário final. Já os serviços de backup em nuvem são para garantir a continuidade do seu negócio, protegendo os dados da empresa de qualquer problema físico (incêndios ou problema de hardware) ou virtual (ataques ou problema de software) que podem acontecer a qualquer momento, imprevisivelmente.

Esperamos que essas dicas possam te ajudar. Estamos sempre a disposição para esclarecer todas suas dúvidas.

Selecionamos alguns tópicos que podem ser interessantes para você

O que é cloud computing, ou computação em nuvem?

Você sabe o que significa cloud computing, ou computação em nuvem? Neste artigo você saberá o que essa expressão significa e qual sua importância atualmente.

Geralmente é muito difícil explicar as funcionalidades técnicas de um produto desconhecido, mas esta ferramenta é tão familiar quanto parece, para qualquer usuário do mundo. A computação em nuvem, ou cloud computing, é utilizada por empresas, usuários domésticos, em celulares, tablets, enfim, por todo qualquer equipamento que possui acesso a internet.

De forma teórica, isso se resume em armazenamento de todo arquivo ou serviço em um lugar externo. Por exemplo, quando você utilza um disco virtual, faz backup em nuvem, escreve um artigo no blog, envia foto para uma rede social, você está utilizando um serviço na nuvem. Hospedagem de site, vídeos no YouTube, e-mail e download de algum arquivo na internet também fazem parte dessa tecnologia.

Para entender sua importância basta olhar para o nível tecnológico que estamos hoje, onde exixtem 3,2 bilhões de pessoas conectadas à internet. Imaginem que todas essas pessoas utilizem ao menos um serviço disponível na nuvem. Estamos em um cenário onde esta ferramenta já faz parte do nosso dia a dia, na estrutura das empresas, na segurança de dados e no ambiente de comunicação.

Agora que você já entendeu tudo, não esqueça de entender como isso pode ajuda-lo na segurança dos seus dados. Veja AQUI como o backup em nuvem pode te ajudar quando você mais precisa.

0

5 dicas para usar a internet com segurança

Não caia em propagandas atrativas demais

“Ganhe dinheiro fácil! Parabéns, você ganhou um carro!”

Propagandas super atrativas e que prometem facilidades são pegadinhas para uma possível atividade suspeita. É por aí que entram os vírus. Não clique em banners, imagens ou links que prometem demais.

Senhas são para ser guardadas

Boa parte das invasões às contas de e-mail, redes sociais, contas bancárias e etc, ocorrem pelo compartilhamento indevido de senhas com terceiros. Guarde suas senhas somente para você. Outra dica importante é não salvar as senhas no navegador, pois se uma pessoa tiver acesso ao seu computador poderá acessar suas contas.

Instalações suspeitas

A de instalação de programas e plug-ins maliciosos podem danificar seu computador e colocar em risco suas informações. O ideal é não instalar programas no qual você não conhece, pois sempre virão acompanhados de componentes indesejados. Caso seja necessário, procure um profissional.

Antivírus atualizado

Antivírus foi feito para proteger seu computador. Portanto não basta apenas instala-lo, é necessário mantê-lo atualizado e fazer uma limpeza com frequência, pois apesar de ser seguro também precisa de manutenção. Lembrando que o antivírus não uma ferramenta 100% segura, é possível que alguns vírus infectem seu computador.

Atualização de Java e Flash

Esses dois programas são obrigatórios estarem atualizados, sempre! Versões desatualizadas permitem fácil acesso de hackers. Mas fique de olho nos alertas na internet solicitando atualização desses programas para visualização de um vídeo, estes avisos são vírus.

0

3 pontos negativos em utilizar nuvem pública gratuitos como backup

1)Modelo multitenancy – Um dos modelos mais utilizados na nuvem pública é o multitenancy, uma estrutura única compartilhada por todos usuários. Ou seja, uma arquitetura que permite otimização de recursos de infraestrutura através de compartilhamento, mantendo os usuários separados. Este mecanismo é muito vulnerável porque uma falha comum do sistema pode permitir que outro usuário veja os dados de terceiros ou tenha acesso a outras identidades. Já houveram testes em que estes erros foram constatados por pesquisadores que provam a vulnerabilidade do sistema, algo realmente preocupante para quem costuma utilizar este recurso.

2) Limitação de espaço – este é um dos problemas mais comuns para quem utiliza uma nuvem pública. Geralmente o problema ocorre quando você mais precisa do espaço disponível, ou quando seus arquivos ultrapassam o limite fornecido gratuito. Normalmente essas contas funcionam como um “quebra galho” e não como uma forma correta de fazer seus backups.

3) Backup do backup – Falhas em um sistema pode ser comum, mas a maior preocupação dessas falhas são o quanto isso pode afetar você. Será que seu espaço virtual possui seu próprio backup? Há de se falar sobre casos onde os usuários perderam todos os dados devido a algum problema com o provedor de nuvem ou até mesmo com ataques virtuais.

Certamente há muitos pontos positivos e negativos nesses serviços, pois se por um lado são gratuitos por outro estão muito mais vulneráveis e acessíveis aos ataques virtuais. Se você quer um backup seguro, não recomenda-se recorrer a serviços de espaço em nuvem gratuitos. Procure uma empresa qualificada e especializada em backup em nuvem onde você poderá receber orientações e onde seus dados estarão realmente protegidos.

0

Dica de segurança: O que é HTTPS

HTTPS é a sigla em inglês de Hyper Text Transfer Protocol Secure, em português quer dizer “Protocolo de Transferência de Hipertexto Seguro”.

A imagem acima representa o que chamamos de URL ou Barra de endereço. Observe que a maioria dos sites possuem HTTP na frente da URL, mas é comum também você encontrar HTPPS, que mostra que o site está seguro contra hackers e fraudes eletrônicas.

Para entender melhor sua funcionalidade, quando você “navega na internet” ocorre uma transmissão de dados entre seu computador e o servidor, no caso de sites com HTTPS, essa transmissão é critptografada, aumentando assim a segurança da sua navegação.

Portanto, quando estiver acessando bancos online, redes sociais, e-mail ou até mesmo efetuando uma compra online, verifique se o site é confiável e se está seguro.